Tabagismo

Segundo a OMS, o consumo de tabaco, na Europa, é responsável por um milhão e 200 mil mortes anuais, número que tende a ascender aos dois milhões. Em Portugal, o consumo de tabaco atinge cerca de 20 a 26% da população, com predomínio de três homens e meio para cada mulher.

O tabagismo causa um grande prejuízo à saúde pública, já que é responsável pela diminuição da qualidade e duração de vida. Tem ainda a agravante de ser um factor de risco não apenas para o fumador, mas para todos aqueles que se encontram frequentemente expostos ao fumo passivo.

 

 

Consequências do tabagismo

Os fumadores têm, em média, menos dez anos de vida do que os não fumadores, pois as substâncias do fumo do tabaco afectam alguns órgãos importantes, ao mesmo tempo que tornam o organismo mais frágil em relação a uma série de doenças.

O tabaco é responsável por:

  • 25 a 30% da totalidade dos cancros — incluindo cancro do aparelho respiratório superior (lábio, língua, boca, faringe e laringe);
  • 80% dos casos de doença pulmonar crónica obstrutiva;
  • 75 a 80% dos casos de bronquite crónica;
  • 90% dos casos de cancro do pulmão;
  • 20% da mortalidade por doença coronária.

As doenças cardiovasculares são 2 a 4 vezes mais frequentes nos fumadores.

Deixar de fumar é, pois a medida preventiva mais eficaz para diminuir os riscos de enfarte do miocárdio, angina de peito, doença arterial periférica e acidente vascular cerebral.

 

 

Parar de fumar em 10 passos

1. Marque um dia concreto para deixar de fumar (no prazo máximo de 15 dias).

2. Até chegar o dia fixado, faça alguma preparação: enumere as razões que o levam a deixar de fumar e treine pequenos períodos de abstinência.

3. Aprenda a conhecer-se enquanto fumador: identifique os momentos e o número de cigarros que fuma e procure avaliar quais são os cigarros que fuma apenas por “tédio”.

4. Comunique a decisão às pessoas mais próximas para se sentir mais apoiado.

5. Durante alguns dias (ou mesmo semanas), pode sentir-se ansioso, inquieto e irritado. Pode também sentir dificuldades em dormir e concentrar-se. Lembre-se que são sintomas passageiros e que já muitas pessoas os ultrapassaram. Você também vai conseguir.

6. Tenha sempre presentes as razões que o levaram a deixar de fumar.

7. Faça uma alimentação saudável, para evitar o aumento de peso.

8. Evite locais com fumadores e afaste objectos que lhe lembrem o tabaco – ex. cinzeiros e isqueiros.

9. Pratique actividade física, pois ajuda a controlar a ansiedade e permite-lhe estar em boa forma.

10. Não desista: se tiver uma recaída, fixe uma nova data e recomece a tentar.

 

 

As substâncias tóxicas de um cigarro

Um cigarro contém cerca de 4.000 substâncias com efeitos tóxicos e irritantes, 70 das quais mencionadas como cancerígenos.

Alguns exemplos:

  • Nicotina, responsável pela redução da irrigação sanguínea nos tecidos e no sistema nervoso central;
  • Substâncias radioactivas (como Polónio 210 e Carbono 14);
  • Metais pesados (como o chumbo e o cádmio) que se concentram no fígado, rins e pulmões;
  • Monóxido de carbono que assume o lugar do oxigénio conduzindo à intoxicação do organismo;
  • Alcatrão (altamente cancerígeno).

 

O que ganha se parar de fumar

Após 20 minutos

  • A pressão arterial e o ritmo da pulsação voltam ao normal.

Após 8 horas

  • Os níveis de nicotina e monóxido de carbono no sangue diminuem em 50% e o oxigénio sobe para valores normais.

Após 48 horas

  • A tensão arterial é estabilizada e o paladar melhora.

Após 72 horas

  • Os brônquios descontraem-se, a respiração solta-se e a pele torna-se mais luminosa.

Após 2-12 semanas

  • A circulação melhora significativamente e caminhar torna-se menos cansativo

Após 6-9 meses

  • Sente um aumento gradual do bem-estar geral, acompanhado de mais vitalidade.

Após 5 anos

  • O risco de cancro da boca e do esófago reduz-se para metade.

Após 10 anos

  • Corre 50 % menos risco de ter um cancro do pulmão do que um fumador.

Após 15 anos

  • O risco de doença cardiovascular é semelhante ao de uma pessoa não fumadora, do seu sexo e idade.

doar

Partilhar:
Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterEmail this to someone