Fundação assinala Dia Internacional da Mulher

As doenças cardiovasculares na mulher são responsáveis por cerca de 20.000 óbitos por ano, devido, essencialmente, ao acidente vascular cerebral e à cardiopatia isquémica. Surpreendentemente morrem mais 4000 mulheres que homens por ano, em Portugal, por doenças cardiovasculares, constituindo estas, ao contrário do que se pensa, a principal causa de morte no sexo feminino. A título de exemplo, saliente-se que morrem, todos os anos, nove vezes mais mulheres por DCV que por cancro da mama.

Por isso, existe necessidade de sensibilizar a mulher para a importância das doenças cardiovasculares, nomeadamente,  para a relação que existe entre os factores de risco, como o tabagismo, a hipertensão, o colesterol elevado, a diabetes e a patologia cardiovascular, bem como para a importância vital de um estilo de vida saudável e protector.

Mas como fazê-lo no dia-a-dia atarefado de mãe, esposa e profissional?

É este o mote para o Debate “Coração de Mulher”,  que irá realizar-se no próximo dia 4 de Março, no El Corte Inglés, em Lisboa, pelas 19horas. Romana Borja-Santos (jornalista), Teresa Gomes Mota (cardiologista) e Elsa Feliciano (nutricionista) juntam-se para uma conversa informal sobre este tema.

Saiba mais informações no Ponto de Informação, no Piso 0 do El Corte Inglés de Lisboa ou através do e-mail [email protected]

60x80 corac¦ºa¦âo de mulher curvas