Dia Mundial da Alimentação

16 de outubro, Dia Mundial da Alimentação!

 

Em todo o mundo, neste dia fala-se de alimentação, um dos mais importantes determinantes da saúde.

“Somos aquilo que comemos”, é cada vez mais uma realidade seja por excesso ou por defeito. Nos Países desenvolvidos, a obesidade, a diabetes, a hipertensão, alguns tipos de cancro, são apenas alguns exemplos de patologias associadas a hábitos alimentares desequilibrados, com excesso de energia, açúcar, gordura e sal, a par do baixo consumo de hortícolas, fruta, leguminosas e cereais integrais. Noutras zonas do globo, verificam-se carências graves de alimentos, onde a fome e a desnutrição agravam a morbilidade e mortalidade.

Como “prevenir é melhor que remediar”, faça uma alimentação equilibrada, de preferência baseando-se nos princípios da Dieta Mediterrânica, praticada no nosso país ao longo de tantas décadas, e da qual cada vez mais nos afastamos: mais hortícolas e fruta, mais leguminosas e menos quantidades de carne, sobretudo vermelhas, menos doces a alimentos ricos em açúcar e gordura. Moderação no álcool e no sal. Escolher a água como bebida preferencial. Estes são alguns exemplos de boas praticas, que pode ir implementando gradualmente, mas que depois é fundamental manter.

É também obrigação de todos, pensarmos nos custos para o planeta, associados à produção massificada de alguns alimentos. É fundamental termos uma alimentação mais sustentável e fazermos tudo o que estiver ao nosso alcance para evitar o desperdício alimentar.

 

Elsa Feliciano

Assessora de Nutrição FPC

Partilhar:
Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterEmail this to someone