Reabilitação Cardíaca

A reabilitação cardíaca tem como objectivos optimizar a recuperação funcional do doente que sofreu um acidente cardiovascular, melhorar a sua qualidade de vida e reduzir o risco de recorrência de complicações cardíacas, incluindo o de morte prematura.

Conscientes deste facto, e porque a reabilitação cardíaca constitui na sua essência uma modalidade avançada e completa de prevenção, a FPC apoia a necessidade dos doentes cardíacos, beneficiarem de programas de reabilitação, tendo em consideração que participar num Programa de Reabilitação Cardíaca pode permitir:

  1. Reduzir em cerca de um terço a mortalidade cardiovascular, futuros eventos e ainda o reinternamento hospitalar
  2. Melhorar a qualidade de vida
  3. Diminuir ou eliminar os sintomas de doença
  4. Aumentar a capacidade física para fazer uma vida activa
  5. Reduzir os efeitos psicológicos (ansiedade e depressão) causados pela doença
  6. Promover uma alimentação saudável
  7. Participar num programa de actividade física eficaz e seguro
  8. Reduzir os factores de risco, assegurando um melhor controlo do colesterol, da tensão arterial, da diabetes e do peso corporal
  9. Ajudar a deixar de fumar
  10. Aprender estratégias preventivas e aumentar os conhecimentos sobre a doença cardiovascular  

Podemos concluir que a reabilitação cardíaca dá os ensinamentos e a motivação necessária para combater a progressão e complicações da doença cardiovascular, que o doente necessita para sobreviver e recuperar a qualidade de vida. Numa palavra, a reabilitação cardíaca salva vidas!

 

Prof. Doutor Manuel Carrageta

Presidente da Fundação Portuguesa de Cardiologia
Partilhar:
Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterEmail this to someone