Os Frutos Secos

Publicado a 20 de dezembro de 2017

 

Numa mesa de Natal, também manda a tradição que não faltem os frutos secos. Figos, ameixas, passas de uva e afins, são sobretudo ricos em açúcares e, devemos ingeri-los com alguma parcimónia. As nozes, amêndoas, avelãs, entre outros, são os chamados oleaginosos, isto é, ricos em gordura.

Atualmente sabemos que a gordura presente nestes alimentos é polinsaturada, inclusive rica em ácidos gordos ómega 3, como é o caso das nozes, ou ómega 6, cujo exemplo são as amêndoas. Ajudam a reduzir os níveis do “mau” colesterol e a aumentar o “bom”, o que faz bem à saúde e protege o coração.

Também possuem grande riqueza nutricional, uma vez que, são excelentes fornecedores de minerais como o ferro, o magnésio ou o selénio, algumas vitaminas e também fibra alimentar.

Diariamente um pequeno “punhado” de frutos secos pode ser incluído nas refeições, como snack, misturado com iogurte ou integrando saladas e pratos principais.

Experimente!

 

Elsa Feliciano

Assessora Nutrição da Fundação Portuguesa Cardiologia
Partilhar:
Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterEmail this to someone