O Verão e o seu Coração

Quando o tempo está muito quente as nossas artérias dilatam-se e aumenta a transpiração, para evitar que a temperatura do nosso organismo se eleve para além de limites perigosos. Estas alterações levam à perda de líquidos e à consequente desidratação. A tensão arterial tende a baixar e a pulsação a aumentar. O coração passa a ter de trabalhar mais, uma sobrecarga que pode tornar-se perigosa, sobretudo nos doentes, nas crianças e nos idosos, que têm menos capacidade para regular a temperatura do corpo.

Sobretudo durante as ondas de calor ocorre um grande aumento das mortes de causa cardiovascular.

Para se proteger, aconselha-se que no tempo mais quente se mantenha bem hidratado ingerindo mais água (evitar as bebidas alcoólicas e as cafeinadas, que tendem a aumentar a desidratação), optar por refeições frias, como saladas, fruta, sopas tipo gaspacho), usar roupas leves e claras (o algodão é excelente), ter a casa fresca, não sair nas horas de maior calor e não fazer grandes esforços.

 

Prof. Doutor Manuel Carrageta

Cardiologista
Presidente da FPC
Partilhar:
Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterEmail this to someone