FPC e Holmes Place lançam movimento contra o sedentarismo

No âmbito das comemorações do Maio, Mês do Coração, a Fundação Portuguesa de Cardiologia e o Holmes Place lançam o desafio à população para #darcalorias a quem mais precisa, através do movimento Calorias Solidárias

Até 31 de maio, o Holmes Place irá contabilizar o dispêndio energético inerente à prática de exercício físico dentro e fora dos seus healthclubs e transformar calorias em adesões que serão oferecidas à Fundação Portuguesa de Cardiologia.

Por cada 1 milhão de calorias gastas, o Holmes Place doa uma adesão à Fundação Portuguesa de Cardiologia, que posteriormente irá atribuir as adesões conseguidas a um grupo de pessoas, selecionado através das respostas a um questionário, onde todos os interessados em, através da atividade física, melhorar a sua saúde cardiovascular poderão candidatar-se.

A iniciativa é aberta a todas pessoas que queiram contribuir com as suas calorias, apoiando o movimento e ajudando a Fundação Portuguesa de Cardiologia, não sendo obrigatório que o façam num healthclub. 

Poderão participar em qualquer local onde estejam: basta ter um smartphone, acesso às redes sociais e partilhar uma foto utilizando #darcalorias. A atividade poderá ir desde jogging na rua, uma caminhada em família ou um simples passeio com o cão.

Dentro de um clube a missão fica facilitada: ao participar numa aula, está automaticamente a contribuir com um número fixo de calorias, calculado tendo em conta o tipo de aula e o dispêndio energético médio.

O movimento CALORIAS SOLIDÁRIAS está disponível online em www.calorias-solidarias.pt, com mais informação sobre as diferentes formas de participar e a atualização diária do número de calorias gastas até 31 de maio.

Para além das adesões que serão oferecidas, o Holmes Place doará ainda à FPC 1 euro por cada pessoa que não sendo sócia de um healthclub da marca, queira contribuir utilizando as suas instalações para o fazer.

.

.

Em Portugal, as doenças cardiovasculares são a aprimeira causa de morte, representando 30% do total de óbitos. Entre os fatores de risco cardiovascular está o sedentarismo, preocupante se tivermos em conta que mais de 54% dos portugueses são sedentários.

Reconhecendo na inatividade física um dos maiores fatores de risco do desenvolvimento de doenças cardíacas, o Dr. Luís Negrão, Assessor Médico da Fundação Portuguesa de Cardiologia, considera que “os ganhos em saúde com uma prática regular de uma atividade física são maiores para quem é sedentário do que para quem já pratica, regularmente, uma atividade física. A atividade física é a primeira coisa que um recém-nascido quer fazer e é a última que o adulto quer deixar de fazer”.

A propósito da importância que assume o combate ao sedentarismo, Sérgio Marques, diretor de marketing do Holmes Place refere“Queremos promover estilos de vida ativos que levem os portugueses a ter mais saúde. Sabemos que o exercício físico e a alimentação são fundamentais para um coração mais saudável. O sedentarismo é, sem dúvida, um dos maiores inimigos do coração.”

Sobre a iniciativa e a ligação à FPC, “Esta iniciativa com a Fundação Portuguesa de Cardiologia assume um valor muito especial para nós. Todos vão ganhar. Quem participa doando as suas calorias e ganhando saúde e, principalmente, todos aqueles que vão ter a oportunidade dealterar hábitos e começar a praticar exercício físico com o apoio dos nossos especialistas”.

“Afinal, as calorias também podem ser algo positivo!” acrescentou.

HP_Campanha_darcalorias_PostersA3-03

Partilhar:
Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterEmail this to someone