FPC dedica Dia Nacional do Doente Coronário à Reabilitação Cardíaca

Publicado a 9 de fevereiro de 2018

 

Em Portugal, apenas 8% dos doentes que sofreram um Enfarte participam em programas de Reabilitação Cardíaca

 

No próximo dia 14 de fevereiro celebra-se o Dia Nacional do Doente Coronário. A Fundação Portuguesa de Cardiologia assinala a data dedicando-a à Reabilitação Cardíaca, no intuito de esclarecer a população quanto a esta temática.

O Presidente da Fundação Portuguesa de Cardiologia (FPC), Prof. Doutor Manuel Carrageta, explica que “a reabilitação cardíaca refere-se a um conjunto de intervenções coordenadas, destinadas a otimizar a capacidade física, psicológica e social do doente” apresentando como algumas vantagens a melhoria da qualidade de vida, a redução das complicações cardiovasculares ou a redução da ansiedade/depressão causadas pela sua condição.

Os programas de reabilitação cardíaca são direcionados a doentes coronários, que sofreram um enfarte do miocárdio, têm insuficiência cardíaca ou foram submetidos a angioplastia ou cirurgia coronária ou valvular. Contudo, segundo dados recentes da Direção-Geral da Saúde, Portugal apresenta uma das mais baixas taxas de participação de doentes em programas de reabilitação cardíaca, referindo que apenas 8% dos doentes que sofreram um enfarte do miocárdio participam nestes programas.

Para o Presidente da FPC, “é responsabilidade dos clínicos recomendar que todos os doentes elegíveis (com doença coronária, insuficiência cardíaca, etc) participem num programa de reabilitação cardíaca” uma vez que estes programas representam “uma das intervenções clínicas mais custo-eficazes no tratamento das doenças cardiovasculares”, minimizando a progressão e complicações da doença.

Para assinalar a data, a Delegação Centro da Fundação Portuguesa de Cardiologia irá organizar no dia 14 de fevereiro, quarta-feira, pelas 18h00, o 3º Encontro de Doentes Cardíacos com o tema “Reabilitar o coração para viver mais e melhor”, no Café Santa Cruz em Coimbra, e que contará com a presença do Presidente da Delegação, Prof. Doutor Polybio Serra e Silva, e com os convidados Prof. Doutor Lino Gonçalves e Dr. Paulo Dinis, médicos cardiologistas. A anteceder este encontro, será realizada uma conferência de imprensa no dia 12 de fevereiro, segunda-feira, pelas 17h, no espaço da Delegação no Mercado do Calhabé.

Em Lisboa, o dia 14 de fevereiro será assinalado com um rastreio cardiovascular, no Centro Comercial das Amoreiras, entre as 12h00 e as 15h00, e que contará com a avaliação da pressão arterial, doseamento da glicemia, medição do peso e altura para cálculo do índice de massa corporal, medição do perímetro abdominal e aconselhamento nutricional.

Ambas as iniciativas são gratuitas e dirigidas à população.

 

Partilhar:
Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterEmail this to someone