Ano novo, vida nova: “Me engana que eu gosto”

Publicado a 29 de dezembro de 2017

 

“Ano novo, vida nova!”

Essa foi a promessa que fez quando o 2016 acabava e começava o 2017. Não venha agora dizer o mesmo para que, daqui por um ano, as coisas estejam na mesma. Eu sei que mudar é difícil. Até eu, falo, escrevo, mas às vezes as promessas ficam por cumprir.

Eu estou a escrever este pequeno texto e estou a falar comigo também. Também não cumpri tudo o que prometi. A vontade em fazer diferente é tão grande que ficamos com “mais olhos que barriga”. Queremos mudar tudo e depois não mudamos nada.

Vou passar a andar mais a pé. Vou passar a ir mais vezes pelas escadas. Vou passar a optar mais vezes por sopa na início da refeição. Vou começar a fazer uma caminhada de 1/2 hora nas manhãs dos meus dias de descanso.Vou divulgar estas mudanças aos meus amigos, vou afixar estes compromissos no frigorífico. Vou fazer uma tabela onde registo semanalmente o meu peso. Ainda bem que já deixei de fumar, aí tive que ser radical.

Para o próximo ano quero boas notícias! 

 

Dr. Luís Negrão

Assessor Médico da FPC
Partilhar:
Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterEmail this to someone