Sabia que, por cada 100 mulheres que morreram por doença isquémica do coração (ataque cardíaco) morreram 133 homens?

 

Todos os anos o Instituto Nacional de Estatística (INE) divulga números sobre variadíssimos assuntos (indicadores). As causas de morte são um desses indicadores. Em 2017 morreram em Portugal 109.758 pessoas de ambos os sexos. Foram 55.088 homens (H) e 54.670 mulheres (M).

Os números que o INE divulga podem ser desagregados por causas de morte. Se somarmos todos os óbitos por todas as causas iremos obter os números referidos no início. No quadro abaixo estão apresentadas algumas dessas causas e os respetivos óbitos desagregados por sexo.

Se agora dividirmos o número de óbitos ocorridos nos homens (H) pelo número de óbitos ocorrido nas mulheres (M) e depois multiplicarmos por 100, obtemos o valor apresentado na coluna “Razão H/M”. Aquele número deve ser lido da seguinte maneira: “por cada 100 mulheres que morreram por … (causa de morte) … morreram … (número da coluna Razão H/M) … homens”. Sendo assim por cada 100 mulheres que morreram por doença do aparelho circulatório morreram 82 homens (morreram mais mulheres). Por cada 100 mulheres que morreram por doença isquémica do coração (ataque cardíaco) morreram 133 homens (morreram mais homens). Por cada 100 mulheres que morreram por doença cérebro-vascular (AVC) morreram 77 homens (morreram mais mulheres)

Os homens são diferentes das mulheres. Até na maneira como se morre.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Dr. Luís Negrão

Assessor Médico da FPC

Partilhar:
Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterEmail this to someone